Páginas

quarta-feira, 5 de novembro de 2014

MONDIAL DE LA BIÈRE – 10 motivos para não perder o festival

Ano passado o Rio de Janeiro recebeu pela primeira vez o festival internacional de cervejas especiais, Mondial de La Bière. 20 mil pessoas marcaram presença nos quatro dias de evento (realizado de 14 a 17 de novembro), que contou com 30 expositores e 650 rótulos de cervejas diferentes.

Em 2014 o festival aportará mais uma vez na cidade maravilhosa. O local escolhido para a realização do evento continua sendo o mesmo do ano passado, o Terreirão do Samba (Rua Benedito Hipólito, s/nº - Centro - Rio de Janeiro/RJ). As datas escolhidas foram os dias 20, 21, 22 e 23 de novembro, sempre com realização das 14h às 23h. Vale lembrar que o dia da estreia (5ª feira) é feriado em muitos lugares do Brasil – Dia Nacional da Consciência Negra. Os valores das entradas variam de acordo com o dia escolhido e atualmente estão assim: 2º lote - R$42,00 (sexta-feira e domingo) | 3º lote - R$48,00 (quinta-feira) | 4º lote - R$55,00 (sábado).



Eu estive presente no Mondial do ano passado. Abaixo fiz uma lista dos dez motivos que me fizeram querer retornar esse ano. Eles também podem servir como exemplo para aqueles que ainda estão na dúvida se vão comparecer ou não.

1º PETIT PUB
Em parceria com a importadora Buena Beer, rótulos de marcas canadenses e norte-americanas vieram exclusivamente para o festival do ano passado. Dogfish Head, Sierra Nevada e Lagunitas, foram alguns exemplos de marcas americanas que fizeram a alegria dos presentes. Elas retornam esse ano, acompanhadas da Stone, Ommegang e Smuttynose. A lista completa dos rótulos destas e das cervejarias canadenses pode ser conferida no link:
http://www.mondialdelabiererio.com/canal/?atracoes/7947/petit-pub/#.VFkeh_kgg2A



2º KOMBIPA
A curitibana Bodebrown veio para o festival acompanhada da KombIPA. Disparado foi o estande mais frequentado do evento. Com filas para beber, comprar seus growlers cheios de cerveja e algumas aglomerações, todos queriam tirar fotos ao lado da Kombi mais famosa do Brasil com suas seis de torneiras de chopes.



3º LANÇAMENTOS NACIONAIS
O festival serve como uma boa plataforma para lançamento de novos rótulos junto ao mercado nacional. Foi no Mondial do ano passado que a Cervejaria Colorado lançou sua brown ale com casca de laranja, feita para homenagear a banda Titãs. A 2Cabeças aproveitou o evento para desvincular a antiga identificação visual da marca, que foi substituída por mais lúpulo. A Fraga apresentou seu novo rótulo no evento, com a cerveja Fraga Blonde



4º PREÇOS PRATICADOS
Todos os chopes da Bodebrown custaram 5 reais o copo. Mesmo preço praticado em alguns rótulos da Cervejaria Noi e Mistura Clássica. A importadora Bier & Wein fez algo interessante. Cobrava em alguns rótulos apenas a dose, para aqueles que só queriam provar um copinho de uma garrafa de 750 ml. Dogfish Head e Lagunitas custavam 18 reais as garrafas long neck, preços honestos para cervejas que não são disponibilizadas no país.

5º BATE-PAPOS COM CERVEJA
Ano passado participei do workshop do Tony Forder, responsável pelo jornal cervejeiro distribuído nos Estados Unidos, Ale Street News. Ele contou um pouco sua trajetória de quem acompanhou de perto o renascimento da cena cervejeira artesanal norte-americana. Degustamos algumas Imperial IPAs de olhos fechados enquanto ele tocava sua flauta e recitava poesia haiku. Infelizmente esse ano não ocorrerá os workshops. Mas os bate-papos cervejeiros serão mantidos e abertos ao público. A lista com os palestrantes será divulgada dentro em breve pelos organizadores do festival.



6º LOCALIZAÇÃO
Muitos reclamaram que o local escolhido não era dos melhores, por causa do calor que lá fazia. Mas um fator que não pode ser negado é sobre sua boa localização. O Terreirão do Samba fica perto da estação de metrô da Praça Onze. Existem opções de linhas de ônibus municipais e intermunicipais nas ruas próximas – o local fica ao lado da Avenida Presidente Vargas. Na porta do evento sempre ficam filas de táxis. O Sambódromo ainda funciona como estacionamento para aqueles que desejam ir de carro – mas se beber, não dirija!

7º NETWORK
No festival estarão presentes os principais nomes do meio cervejeiro brasileiro e até algumas figuras internacionais. Donos de cervejarias, mestre-cervejeiros, sommeliers de cervejas, representantes de grandes marcas, etc. Eles estarão acessíveis para conversar com o público, que pode tirar dúvidas e conhecer mais detalhes de seus produtos, e até surgirem futuros negócios ou parcerias. Foi no Mundial do ano passado que Marcelo Carneiro, Samuel Cavalcanti e Teo Musso tiveram a primeira conversa sobre a parceria na criação de uma cerveja colaborativa entre as cervejarias Colorado, Bodebrown e a italiana Baladin.

8º PONTOS DE HIDRATAÇÃO
Calor! Essa foi a palavra mais mencionada ano passado. Apesar do problema não ter sido satisfatoriamente aplacado, a água disponível gratuitamente ajudou não apenas no intuito de limpar o paladar entre as degustações, mas também para reidratar. Foi fundamental ter vários pontos de hidratação espalhados pelo evento.



9º ALIMENTAÇÃO
Não apenas reidratar, mas também é importante se alimentar durante as degustações. Para isso existem estandes de comida com as mais variadas opções. Das já confirmadas destaco várias: Adega do Pimenta, com sua típica e tradicional comida alemã, Hell’s Burger, considerado por muitos o melhor hambúrguer da cidade, A Queijaria, loja especializada em queijos artesanais de várias partes do Brasil, e Caverna, bar novo na cidade especializado em pratos e drinks autorais, tudo com uma pegada bem rock’n’ roll.



10º AMIZADE
Os eventos cervejeiros são ótimos para reencontrar velhos amigos e finalmente conhecer aquele amigo virtual, conhecido apenas das redes sociais. O evento atrai gente do Brasil todo e até de fora do país. Conheci muita gente no Mondial do ano passado, afinal de contas, nunca fiz amigos bebendo leite!

Além do que destaquei, vale lembrar também de outras atrações que marcam o festival. A presença de bandas locais animando o público e a realização do MBeer Contest Brazil, concurso que premia as cervejas que mais se destacaram dentre os expositores do evento. Já confirmados como jurados internacionais teremos a participação dos cervejeiros da St-Feuillien, Evil Twin, Antares e Lagunitas.

Maiores informações e dúvidas sobre o Mondial de La Bière podem ser tiradas diretamente no site do evento, no link: http://www.mondialdelabiererio.com/
Quem quiser adquirir os ingressos, abaixo estão os links dos pontos de venda e para compra direta no site:



Nenhum comentário:

Postar um comentário