Páginas

terça-feira, 27 de setembro de 2016

LATIN AMERICA’S 50 BEST RESTAURANTS 2016 — Confira os melhores brasileiros que possuem cervejas artesanais

Ontem na Cidade do México aconteceu a premiação dos 50 melhores restaurantes da América Latina. Nove estabelecimentos brasileiros foram citados na lista.

Verificamos que todos os restaurantes possuem cervejas artesanais disponíveis no cardápio. E alguns com rótulos criados especialmente para as casas. Confiram a colocação das casas e a lista das cervejas:

45 - Tuju, São Paulo
Duchesse de Bourgogne | Flanders Red Ale | 6.2% ABV
Muitas vezes confundida com um vinho bordô, a Duchesse é uma excelente aliada à alta gastronomia, vide sua complexidade. Importadora: Best Beers


44 - Remanso do Bosque, Belém
Remanso Mango | Session IPA | 4.7% ABV
Criada exclusivamente para o restaurante pela cervejaria Amazon Beer. É adicionada manga à receita, em homenagem às mangueiras de Belém.


28 - Mocotó, São Paulo
Bamberg Mocotó | Pale Kellerbier | 5% ABV
A versão não filtrada da Bamberg Helles é uma exclusividade das casas Mocotó (Restaurante, Esquina e Café).



25 - Roberta Sudbrack, Rio de Janeiro
Jeffrey Red Pilsen | Czech Amber Lager | 5% ABV
Essa inusitada pilsen avermelhada é o segundo rótulo da Jeffrey, marca muito conhecida no Rio de Janeiro.



24 - A Casa do Porco, São Paulo
Morada Hop Arábica | American Blonde Ale (com café) | 5% ABV
Um café lupulado ou uma cerveja cafeinada? O melhor dos dois mundos nessa colaborativa com a Lucca Cafés Especiais.



18 - Lasai, Rio de Janeiro
Hocus Pocus Hush | American Amber Ale | 5.5%
Feita em parceria com a casa, a Hush é o resultado do trabalho de pessoas que estudam para criar experiências sensoriais surpreendentes.


17 - Olympe, Rio de Janeiro
Jeffrey Niña | Witbier | 5.3%
Rótulo de estreia da marca, que usa na receita três tipos de cereais (cevada, trigo e aveia), sementes de coentro e raspas de limão siciliano.


8 - 
Maní Manioca, São Paulo
Brew Dog Punk IPA | American IPA | 5.6% ABV
Essa cerveja cheia de atitude é um dos rótulos mais emblemáticos da escocesa BrewDog. Importadora: Interfood


3 - D.O.M, São Paulo
Camale Shock IPA | American IPA | 6.5% ABV
8 gramas de lúpulo por litro turbinam essa cerveja, que começou caseira e hoje é uma cigana de São Paulo.


terça-feira, 30 de agosto de 2016

ÉPO — Sidras artesanais da Morada Cia Etílica

É a primeira vez que esse blog fala de outra bebida, que não cerveja. Mas o motivo é mais do que justo. A intenção é fazer o leitor esquecer aquela popular sidra com “c”, que só é lembrada em comemorações de final de ano.


Hoje falaremos da Épo, a primeira sidra artesanal brasileira, produzida pela Morada Cia Etílica. O casal André Junqueira e Fernanda Lazzari - responsáveis por várias cervejas que tanto amamos - mudaram de ares e embarcaram na fermentação natural das maçãs Fuji e Gala.

E por que fizeram isso? Pela necessidade de bebermos boas sidras, algo comum no mercado europeu e norte-americano, pela versatilidade dela ser bebida pura, com gelo ou na elaboração de coquetéis, e porque é uma categoria que mais cresce em velocidade, em países como os EUA.




Digestiva, leve, de baixo dulçor, ácida, frutada e sem glúten. São algumas características da sidra. E para mostrar que você deve dar espaço a elas no seu copo, segue abaixo a degustação e análise que fizemos da Épo. Vale lembrar que todas possuem a mesma base e 6,4% de teor alcoólico:



Morada Épo Hop - Dry hopping de Citra, Cascade e Centennial
Cor remete ao vinho branco. Aroma de lúpulo é presente, suave e equilibrado. Bem carbonatada na boca, frisante. Termina muito seca.



Morada Épo Ambu - Maturada em carvalho francês e amburana
Cor remete ao vinho branco. Madeira bem marcante, que remete mais ao carvalho que a amburana - leve especiarias. Na boca é equilibrada e permanece um pouco do amadeirado.



Morada Épo Hibi - Infusão de flores de hibiscos e suco de abacaxi
Cor remete ao vinho rosé. Aroma “funky”. Na boca vem o frutado e adocicado, sem deixar enjoativa. Abacaxi suave. Aftertaste muito “funky”.

---


E para quem quiser provar as sidras Épo, hoje será o lançamento no Hop Lab, no Rio de Janeiro - Rua Barão de Iguatemi, nº 292, Praça da Bandeira -, a partir das 17h, com a presença do criador das sidras, André Junqueira, para um bate papo.



quinta-feira, 25 de agosto de 2016

ELA AMERICAN BARLEY WINE — Empoderar, libertar e agir

ELA é uma cerveja-voz. Voz sonora, alta e feminina. Um grito forte dado por um coletivo de mulheres cervejeiras que querem desmistificar o machismo em um meio em que ele é ainda tão presente, seja em rótulos, campanhas publicitárias ou ainda no tratamento que muitas recebem trabalhando com cerveja ou apenas consumindo, e construir, junto a tantos outros, um mundo de igualdade. Igualdade política, social e de vozes. Esta causa não será silenciada. Essa é a resposta brassada por ELAs.

"As mulheres podem até serem boas, mas vamos admitir que o trabalho cervejeiro tem que ser de homem!", "Moça, me vê um chope de mulher pra minha namorada?", "Bebe como homem!" - essas e outras infelizes frases machistas estampam o invólucro que acompanha a cerveja. A ideia é rasgar esse papel, jogar fora e revelar o real rótulo da ELA. 


ELA American Barley Wine é uma cerveja forte e de personalidade, com 10,5% de teor alcoólico, dry hopping do lúpulo australiano Ella, adição de chips de carvalho e Rum na maturação.




Hoje é o seu lançamento no Rio de Janeiro, às 19h, no Booze Bar - Avenida Mem de Sá, 63 - Lapa - Rio de Janeiro.



Todo o lucro das vendas, tanto de garrafas quanto de barris, será revertido para uma instituição de auxílio às mulheres em situação de risco.

Vai ter também sessão de tatuagem com a tatuadora Renata Miranda, exposição de joias baseadas em cerveja com a designer Carolina Mayer e telas relacionadas ao projeto com a artista gráfica/visual Ana Andreiolo.

Contém sororidade e orgulho.

---

Abaixo seguem as impressões da cerveja ELA American Barley Wine:



Cor âmbar e turva. Espuma quase bege, boa formação e retenção. Aroma de lúpulo, que remete ao herbáceo e suave frutado. Depois vem o malte, com dulçor e suave tostado. No fim vem um pouco de éster e álcool, sem agredir. Frutado no início do sabor, seguido do adocicado, caramelo, melaço, frutas secas (ameixas e figo) e nozes. Amargor médio-alto e álcool presente (aquecedor). No aftertaste vem madeira e coco queimado. Corpo médio a cremoso. Carbonatação alta.

---

Maiores informações:


quarta-feira, 24 de agosto de 2016

BOTEQUIM DOWNTOWN — Bares e cervejarias em grande encontro no Rio de Janeiro

Comida de boteco com cerveja artesanal, uma combinação pra lá de certeira, que já tem até o local na ponta da língua pra esse grande encontro acontecer: Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca.



No Botequim Downtown, os quitutes e acepipes cariocas - quase sempre acompanhados das cervejas massificadas - vão provar que também caem muito bem com as cervejas especiais.

Foram selecionados bares dos mais variados bairros do Rio e até de Niterói, como o Armazém e Botequim Granel, Bar da Frente, Bar Luiz, Bar Madrid, Boteco do Toninho, Botequim Salve Simpatia, Cine Botequim, Musa das Panelas, dentre outros. O pessoal do Ogrostronomia também marca presença.



As cervejarias artesanais e ciganas do Rio são: 3Cariocas, Besten, Dead Dog, Donna, Fraga, Gaspar Family Brew, Hocus Pocus, Motim, Noi, OverHop, Penedon, Secreta, Three Monkeys, Trópica, W*Katz, entre outras.




A curadoria é do sommelier de cervejas Gustavo Renha, que traz o evento para o Downtown, na Barra da Tijuca, um local a céu aberto, muito organizado e seguro. Degustações, palestras temáticas e música ao vivo também vêm para entreter o público.



Quem já participou do Downtown Beer Festival e do Downtown Oktoberfest - outros eventos com curadoria do Renha - sabe que o Botequim Downtown tem tudo para ser mais um evento de sucesso. E não podemos esquecer um grande detalhe: a entrada para o evento é gratuita!

Até lá, bom apetite e saúde!

---

Serviço:
BOTEQUIM DOWNTOWN – O FESTIVAL DA GASTRONOMIA CARIOCA
Endereço: Av das Américas, 500 - Praça de Eventos, Barra da Tijuca, Rio de Janeiro
Data: 25, 26, 27 e 28 de Agosto de 2016
Horário: Todos os dias: 13h às 22h - Domingo: 12h às 19h
Maiores informações: 


terça-feira, 23 de agosto de 2016

AVANÇADO DE TECNOLOGIA CERVEJEIRA-WEIHENSTEPHAN — Segunda turma do Rio de Janeiro

O curso Avançado de Tecnologia Cervejeira desembarca pela segunda vez no Rio de Janeiro, vide o sucesso da 1ª turma - que ainda está em curso - e pela demanda da cidade.

Realizado pelo Instituto da Cerveja Brasil e com a chancela da Universidade de Weihenstephan, o curso de produção tem uma alta procura graças aos excelentes professores, verdadeiras referências do meio cervejeiro.



As aulas vão de setembro até janeiro de 2017. Sempre realizadas nos finais de semana, elas começam nos dias 17 e 18 de setembro. Ainda restam vagas, portanto é bom correr para realizar a inscrição.

O valor do curso à vista custa R$ 4.560,00. Pode ser parcelado em 6 vezes de R$ 800,00 no boleto, ou em 12 vezes de R$ 475,00 no cartão, ou em até 18 vezes com juros no PagSeguro.

Abaixo segue o link e todas as informações:




O curso Avançado de Tecnologia Cervejeira do Instituto da Cerveja em parceria com a Universidade de Weihenstephan visa capacitar o participante em temas variados relacionados ao universo cervejeiro, na teoria e na prática, para que ele possa iniciar carreira como cervejeiro profissional em cervejarias de pequeno, médio ou grande porte.

Ementa
O curso Avançado de Tecnologia Cervejeira do Instituto da Cerveja visa capacitar o participante em temas variados relacionados ao universo cervejeiro, na teoria e na prática, para que ele possa iniciar carreira como cervejeiro profissional em cervejarias de pequeno, médio ou grande porte.
Ao final do curso, o aluno estará apto a:

-Trabalhar nas diversas áreas de produção nas cervejarias;
-Auxiliar no desenvolvimento de receitas de cerveja de diferentes estilos;
-Ajudar na otimização de receitas influenciando em parâmetros de processo e matérias-primas visando melhorar a qualidade dos produtos;
-Auxiliar na otimização dos rendimentos dos processos fabris;
-Indicar melhores práticas de higienização nas cervejarias;
-Avaliar sensorialmente cervejas, identificar os principais defeitos sensoriais e propor avanços e melhorias;
-Conhecer parâmetros e especificações de qualidade de matérias-primas, insumos, processo e produto final.



O curso tem como objetivo oferecer ao aluno uma visão real e abrangente da profissão do cervejeiro, ensinando os principais conceitos de todo processo produtivo desde a malteação até o envasamento, passando por importantes aspectos de qualidade físico-química, microbiológica e sensorial. Um verdadeiro aperfeiçoamento técnico, com teoria e prática.

Conteúdo
-Matérias-primas e processo de malteação
-História da Cerveja
-Legislação brasileira
-Processo de fabricação de mosto
-Fermentação e Maturação
-Filtração
-Envase
-Qualidade físico-química
-Qualidade Sensorial
-Qualidade Microbiológica
-Análise Sensorial e Off-flavors
-Matemática Cervejeira
-Desenvolvendo Receitas
-Chope
-Wood and Barrel Aging + Sours
-Serviço de Cervejas
-Prática de fabricação de cerveja
-4 visitas à fábrica



Horário
Das 9 às 18 horas

Aulas
FDS 1 - 17 e 18 de setembro
FDS 2 - 24 e 25 de setembro
FDS 3 - 8 e 9 de outubro
FDS 4 - 29 e 30 de outubro
FDS 5 - 26 e 27 de novembro
FDS 6 - 14 e 15 de janeiro
Importante - uma das visitas às fábricas será em um sábado que não consta no calendário acima. No inicio do curso validaremos a data em sala de aula.

Carga horária
140 horas

Visita às cervejarias
Em definição

Frequência mínima obrigatória
80%

Método de avaliação
2 provas teóricas
1 trabalho (fabricação de uma cerveja)
A média para aprovação é 5,0 (cinco)

Público-alvo
Profissionais do mercado cervejeiro, cervejeiros em busca de atualização, cervejeiros caseiros, empreendedores do mercado cervejeiro

Pré-requisito
Ensino médio completo



Professores
Alfredo Ferreira (ICB), Martin Zarnkow (Weihenstephan), Frank Nohel (Agrária), André Junqueira (Morada Cia. Etílica), Marcus Dapper (Cervejaria Dama), Julio Godoi (EcoLab), Guilherme Ceccon (Brasil Kirin), Marcelo Barga (Bio4), Rejane Hansen (Heineken), Camila Ferrari (Heineken), Wesley Beirigo (Ambev), Kathia Zanatta (ICB).

Coordenação
Estácio Rodrigues e Bruna Azevedo

Certificação
Instituto da Cerveja Brasil e TUM – Technische Universitat Munchen – Weihenstephan

Política de cancelamento
A desistência do curso deverá ser solicitada formalmente, através do e-mail claudia.bonadia@institutodacerveja.com.br. Caso o cancelamento seja solicitado menos de 7 dias úteis antes do inicio, o Instituto da Cerveja devolverá 70% do valor pago descontado-se a taxa de transferência e 15% da nota fiscal. Caso o aluno desista após o início, este se obriga ao pagamento de 50% do valor remanescente, a título de ressarcimento ao Instituto da Cerveja, visto que não é possível angariar novo estudante após o curso iniciado, além da taxa de 15% referente à nota fiscal. Importante ressaltar que o Instituto da Cerveja não trabalha com trancamento de curso.


quarta-feira, 17 de agosto de 2016

FESTA DO IV ANIVERSÁRIO DA ACERVA NITERÓI — Cerveja artesanal liberada, churrasco e bandas

É no próximo sábado a Festa do IV Aniversário da ACervA Niterói - uma regional da ACervA Carioca (Associação de Cervejeiros Caseiros do Rio de Janeiro). A comemoração vai acontecer das 14h às 22h, na Casa do Flamboyant - Av. Carlos Ermelindo Marins, 1117 - Jurujuba - Niterói - RJ.

Motivos para não perder essa festa: cerveja caseira produzida pelos associados, cervejas artesanais do Rio (Dead Dog, Donna, Mafia, Noi, Oceânica, Old School, São José do Imbassaí e W*Kattz) e buffet de churrasco. E o melhor: tudo liberado!



Os ingressos saem a R$ 135, para pagamento com desconto por depósito ou transferência em conta corrente, e podem ser solicitados utilizando o Formulário do Google: http://goo.gl/forms/p9getmMlcltfr4ag1

Quem preferir pode comprar os ingressos diretamente na página do Facebook, custando R$ 146.

Durante a festa vai ter show com as bandas General Garrafa, Rebeca e Zena, e a divulgação do resultado do Concurso de Cervejas Caseiras (categorias Schwarzbier e Saison) e Concurso de Pão de Malte (categorias Pão Sem Recheio e Pão Com Recheio). 



Muita cerveja artesanal, muita comida e shows... eu não perderia essa festa se fosse você!

quarta-feira, 10 de agosto de 2016

EXCURSÃO CERVEJEIRA — ROTER, PENEDON E TREVISAN

O “titio” Gustavo Renha retorna novamente com mais uma de suas famosas excursões cervejeiras.

Recomendo demais, pois já tive a oportunidade de fazer e valeu muito a pena.



O ponto de partida do ônibus é em Niterói, que sai no dia 13/08 (sábado de manhã), e segue até o Rio para pegar o restante do público.

Todos recebem kits de boas vindas e durante a excursão sorteios serão realizados, além daquele bate-papo sobre o mundo cervejeiro, que só o sommelier Gustavo Renha entende.

A primeira parada é na fábrica da Roter, em Barra do Piraí. Todos serão recebidos pelo sócio Leonardo e pelo seu mestre-cervejeiro. Lá será realizado um tour guiado pela fábrica para todos entenderem um pouco mais sobre o processo de produção, in loco. A visita inclui degustação de chope direto do tanque, para conhecer o sabor fresco de uma cerveja nova.



Anexo à fábrica tem uma lojinha que vende os rótulos da Roter, além de diversos queijos, pois ali é uma fazenda particular (Fazenda Vermelha), com produção de laticínios também - recomendo demais a burrata deles.



A viagem segue para o Penedon Brew Pub, em Penedo. Lá é famoso pelas deliciosas parrillas argentinas, uma das melhores do Brasil. As cervejas são tão boas quanto, inclusive suas cervejas são premiadas em vários concursos - aliás, como não engarrafam é uma oportunidade de beber fresquinhas on tap. Chegando lá, todos serão recebidos pelo Sérgio Buzzi, proprietário e cervejeiro da fábrica, que irá mostrar todo o processo de produção e um pouco da história dele no universo cervejeiro.



Nessa visita está incluso o almoço de pratos variados, que foram selecionados por ele para o grupo. Está incluso no pacote a "entrada + prato principal + sobremesa", e um half pint de algumas de suas cervejas.

E para fechar com chave de ouro, uma visita mais rápida na Trevisan, outro brewpub de Penedo, onde todos vão degustar uma régua com seus 4 chopes: Pilsen, Weiss, Session IPA e Pale Ale.

O retorno é à noite, onde certamente todos voltarão bem alimentados, felizes e cheios de boas lembranças da viagem.



INFORMAÇÕES:
-Saída de Niterói no dia 13/08, às 07 da manhã e retorno provável entre 22h30 - 23h.
-Investimento de R$ 380,00.
-Maiores informações com o Gustavo Renha - e-mail: gustavorenha@gmail.com e cel: 21 98170-9071.

-A excursão é uma realização Beer Break - Centro de Ensino Cervejeiro.